Aulas particulares de Espanhol

Todo brasileiro já nasce sabendo se comunicar perfeitamente com hispano-falantes por meio do “Portuñol”, certo? Por que, então, se você ouvisse em um zoológico na Argentina “Como son bonitos los cachorros del oso!”, você certamente acharia essa frase estranha no contexto? Talvez porque seja o cachorro que possui o osso e não o contrário, ou porque não costuma haver cães no zoológico... Para um estudante da língua espanhola, entretanto, a frase faria todo o sentido, pois ele saberia que “cachorro” significa “filhote” e “oso” significa “urso”...

Falar espanhol já se tornou algo de enorme relevância hoje em dia. Ela é a língua com o segundo maior número de falantes nativos no mundo, quase 400 mil, só perdendo para o mandarim. Depois do inglês, é o idioma mais utilizado em transações comerciais internacionais e também na internet.

Para um brasileiro, falar espanhol se torna ainda mais importante pelo fato de sermos um dos únicos países na América do Sul, junto com os pequenos não-hispânicos Guiana, Guiana-Francesa e Suriname, que não falam espanhol. Com o advento do MERCOSUL, do qual o nosso país é o principal representante e que torna Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai uma única zona comercial e econômica, dominar a língua espanhola é de suma importância para os que trabalham em empresas que desejem estabelecer relações comerciais e ter acesso a esse mercado, que é o maior da América Latina.

Não obstante, dona de culturas de onde saíram, dentre muitos outros, os escritores Miguel de Cervantes, Jorge Luis Borges, Julio Cortázar, Gabriel Garcia Marques, Mario Vargas Llosa, Isabel Allende e Pablo Neruda, a língua espanhola é a que mais cresce no meio acadêmico internacional.

Aprender espanhol é ganhar uma carta de acesso a esse mundo de oportunidades do âmbito profissional, dos negócios, cultural, acadêmico, enfim, pessoal.
imagem: Jessica Machado